Formei em Medicina no ano de 1989 pela Faculdade de Ciências Médica de Santos, sendo que nos anos de 1988 e 1989 dei meus primeiros passos na assistência ao parto como acadêmico de medicina no Hospital Guilherme Alváro e na antiga e tradicional Maternidade São Paulo. Assim teve início minha paixão pela assistência ao parto normal.
Durante o ano de 1990 fiz Estágio na Maternidade Amparo Maternal, coordenado pela Escola Paulista de Medicina, sendo que no ano seguinte fui para o Hospital Ipiranga – SUS para Residência Médica (1991 a 1993), Serviço que já era referência para Gestantes de Alto Risco e dava seus primeiros passos na assistência à grávida de forma mais humanizada. Foi durante a Residência Médica que pude ver a assistência ao parto com outro olhar… no Pré-Natal Personalizado, nas reuniões semanais sobre o tema, tendo o Pai como acompanhante da parturiente, já não se fazia tricotomia (raspagem dos pelos pubianos) e nem enteroclisma (lavagem intestinal), que era um grande avanço para época.
Em 1993 inicio a Pós-Graduação na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP – EPM) e no mesmo ano retorno ao Hospital Ipiranga como responsável pela Enfermaria de Gestantes de Alto Risco, realizando visitas diárias com os Médicos Residentes. Em 1994, assumo a Chefia do Serviço de Obstetrícia do Hospital Ipiranga e a Coordenação da Residência Medica (respondendo até hoje).
Em 1996, envolvido e preocupado com a incidência de cesáreas em Gestantes de Alto Risco do Hospital Ipiranga desenvolvi o Projeto de Pesquisa na UNIFESP – EPM com o Título: Misoprostol com Indutor do Trabalho de Parto em Gestantes de Alto Risco com Feto Vivo a Termo, Tese de Mestrado defendida em 1999.
No final de 1999 fui nomeado Diretor da Clínica de Ginecologia, Obstetrícia e Neonatologia do Hospital Ipiranga – SUS, cargo ocupado até hoje.
Nestes mais de 25 anos de formado fui Professor de Obstetrícia na Faculdade de Medicina do ABC (1996 a 1998), na Faculdade de Ciências Médicas de Santos – UNILUS (1999 a 2004) e na Universidade Santo Amaro – UNISA em 2009.
Atuando na Clínica privada há mais de 20 anos, e realizando partos nas melhores Maternidades de São Paulo, nunca aceitei as diferenças na Assistência ao Parto na Saúde Pública e no Setor Privado, foi quando em 2002 idealizei e lancei o Projeto do Centro de Parto Normal do Hospital Ipiranga – SUS, sonho realizado em 2014, somente 12 anos mais tarde.