Project Description

Dr. Marcos Tadeu Garcia discute o tema Diabetes Mellitus na Gravidez – Parte 1 na Roda de Conversa On-line – 09 09 20.

Segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde (2013), a prevalência de excesso de peso entre a população brasileira adulta é de 56,9% enquanto que a de obesidade chega a 20,8%. Estima-se que aproximadamente 58% dos casos de DM, no Brasil, sejam atribuíveis à obesidade, cujas causas são multifatoriais e relacionadas à má alimentação, assim como aos modos de comer e viver da atualidade. Observa-se nos últimos anos um aumento do consumo de alimentos ultraprocessados. Principalmente as bebidas açucaradas, cujo consumo tem-se mostrado associado ao desenvolvimento do excesso de peso e Diabetes Mellitus.

O principal fator de risco para o desenvolvimento de diabetes do tipo 2, bem como de síndrome metabólica é o antecedente obstétrico de Diabetes Mellitus Gestacional (DMG). Portanto, a hiperglicemia durante o ciclo gravídico-puerperal constitui um relevante problema da atualidade. Não só pelo risco de piores desfechos perinatais e de desenvolvimento de doenças futuras, como também pelo aumento de sua prevalência, em decorrência da epidemia de obesidade que tem sido observada em vários países.

A hiperglicemia durante a gestação também afeta os filhos dessas mulheres aumentando os riscos dessas crianças desenvolverem obesidade, síndrome metabólica assim como diabetes na vida futura.

Diagnóstico

Todas as mulheres devem realizar a glicemia de jejum (até 20 semanas de idade gestacional) para diagnóstico de Diabetes Mellitus na Gravidez. Todas as gestantes com glicemia de jejum inferior a 92 mg/dL devem realizar o TOTG com 75g de glicose de 24 a 28 semanas.

Fatores de Risco

São considerados fatores de risco para o desenvolvimento de Diabetes Mellitus do tipo 2 em mulheres com Diabetes Mellitus Gestacional prévio:
Glicemia em jejum na gestação acima de 100 mg/dL.
Etnia não branca.
História familiar de diabetes tipo 2, principalmente materna.
Ganho excessivo de peso durante ou após a gestação.
Obesidade.
Obesidade abdominal.
Dieta hiperlipídica.
Sedentarismo.
Uso de insulina na gestação.