SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ
COMITÊ ESTADUAL DE PREVENÇÃO DA MORTALIDADE MATERNA
SUGESTÃO DE CONDUTAS PARA INCENTIVO AO PARTO NORMAL E REDUÇÂO DE PARTOS CESÁREA

Hospitais que tem adotado políticas para redução de cesáreas têm definido condutas como as que seguem:
1-Deixar iniciar o trabalho de parto(prova de trabalho de parto) antes de indicar a cesárea, mesmo no caso de uma cesárea anterior. Discutir a indicação da cesárea com um colega ou equipe anotando no prontuário (técnica da segunda opinião, conforme orientação do Centro Latino Americano de Perinatologia )
2-Sempre avaliar / monitorar: dilatação, contrações e descida, usando um partograma; para total segurança da evolução do trabalho de parto e indicação da cesárea .
3-Realizar indução do trabalho de parto nos casos indicados (gestação pós-data ou prolongada, hipertensão, pré-eclâmpsia compensada, diabete, oligodrâminio, redução de crescimento intra-útero, amniorexe prematura, etc) buscando assim reduzir o índice de cesárea; 15% das gestantes necessitam de indução do trabalho de parto. Se o índice Bishop for favorável (>6) utilizar a infusão de Ocitocina – 5U.I. em 500 ml de soro glicosado 5% – utilizar quando possível a bomba de infusão (iniciar com 24ml/h (8 gotas/min) que é igual a 4 mU / min).
4-Se o colo for desfavorável usar Misoprostol como um efetivo agente para
dilatação cervical pois o uso de Ocitocina é diminuída em pacientes assim
tratados. Utilizar 50 mg cada 12 horas . Inserir ¼ do comprimido de 200 mg no fundo do saco vaginal posterior. . ( DE ACORDO COM TESE DE MARCOS TADEU GARCIA DA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA )
ATENÇÃO:
Fazer controle rigoroso da freqüência cardíaca fetal e das contrações uterinas devido a taquisistolia e sindrome da hiperestimulação .A evolução deve ser acompanhada através do partograma para avaliação da dilatação e descida da apresentação
Cuidados no uso do MISOPROSTOL:
-Não utilizar em caso de cicatriz anterior sobre o útero(cesárea , miomectomia ou outras)
-Não utilizar nas posições anômalas do feto (usar só em apresentação cefálica)
-Não usar quando houver suspeita ou desproporção céfalo-pélvica.
5-Esforço deve ser feito para reduzir o número de operações (cesáreas) em nulíparas ,cujas principal indicação é a distócia. Nas gestantes com cesárea anterior uma prova de trabalho de parto (espontânea ou provocada ) deve preceder uma segunda cesárea exceto em algumas circunstâncias não usuais.
6-Realizar também a avaliação do ÍNDICE DE BISHOP para indicação de
indução do parto
Definição:
É um sistema de pontuação que sintetiza em números as condições
cervicais e o encaixe da apresentação, para poder realizar em cada caso
uma adequada indução /condução
Parâmetros
0
1
2
3
C
O
L
O
Apagamento
20%
30%
50%
Apagado
Dilatação
0
1polpa a 2cm
3 – 4cm
+ de 4cm
Consistência
duro
pouco amolecido
bem amolecido

Posição
posterior
centralizando
central

Pólo cefálico
alto
insinuado
fixo
encaixado
-Índice superior a 6 indica maturação cervical, possibilitando a indução do
parto.
-Índice inferior a 6 poderá ser utilizado o Misoprostrol para amadurecer o colo
(respeitadas as especificações da portaria do Ministério da Saúde nº344 de12
de maio de1998 )
LEMBRAMOS QUE OS ÍNDICES DE CESÁREAS ACEITÁVEIS DEVEM ESTAR EM TORNO DE 15% SEGUNDO A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE E CENTRO LATINO AMERICANO DE PERINATOLOGIA .
COMITÊ ESTADUAL DE PREVENÇÃO DA MORTALIDADE MATERNA
FONE 333-3434 RAMAL 245